Nutrina News

  • Quem você pensa que é?

  • Data: 16/01/2014
  • Normalmente, o cãozinho cria preferência por uma ou mais pessoas na casa, em termos de relacionamento. É ela quem ele segue o dia inteiro, dorme junto e gosta mais de ficar perto, mas isso não significa que não tenha sentimentos pelos demais integrantes da família, pelo contrário: “o cachorro pode gostar de um monte de gente”. Não existe regra que ligue esta afeição ao respeito, no entanto, é comum que a pessoa querida pelo pet tenha bastante influência na vida dele. 

    O cachorro deve respeitar todas as pessoas que vivem na casa, porém, quando a condição não acontece, alguém sem autoridade sobre o mascote não pode dar ordens ou proibições a ele. O desfecho de uma situação assim será o desprezo do animal ou a agressividade. “Na cabeça dele passa: ‘quem você pensa que é?’”, disse Rossi. “Vai ficar um resmungando com o outro, para impor limites é importante que o cachorro respeite”, acrescentou.

© nutrina 2019 todos os direitos reservados