Nutrina News

  • Dúvidas sobre coprofagia

  • Data: 27/03/2013
  • Maltês com coprofagia

    Boa tarde, Alexandre
    Tenho uma cadela da ração Maltês com um ano de idade, desde que a comprei ela tem o péssimo hábito de comer as fezes após defecar.
    Já levei-a no veterinário e dei lumbrigueiro, porém, o problema persiste. Não sei mais o que fazer. Espero sua ajuda!
    Jamira

    Oi, Jamira! Este comportamento é denominado coprofagia e não é incomum, apesar de ser repulsivo para os humanos. Costuma ser mais bastante observada em cães jovens e, em grande parte dos casos, extingue-se naturalmente.

    Uma das suposições é que o cão pode estar brincando com as próprias fezes, em razão de um ambiente pobre em distrações, assim como confinamento em espaços pequenos e falta de atividades físicas. Cães também podem comer as próprias fezes (ou de outros animais) por investigação. Ou ainda, para chamar a atenção do proprietário.

    Para treinar o cão a parar de ingerir as fezes, assim que o cão se aliviar, atraí-lo para outro local, onde será recompensado por fazer as necessidades no lugar correto (que você já deve estar ensinando). Neste momento, jogar algo amargo e não tóxico nas fezes (como produtos amargos vendidos em pet shop para este fim), para que não sejam mais atrativas.

    Após estes procedimentos, pode-se recolher as fezes e urina calmamente, sem alardes e, preferencialmente, longe da visão do filhote que, assim, não será incentivado a competir com os donos por este “objeto”.

    O enriquecimento do ambiente com objetos e brinquedos que mantenham o cãozinho entretido também auxilia na estimulação mental para que tenha menor probabilidade de se interessar pelas fezes. E também proporcionar atividades físicas, como um bom passeio pelo parque!

    Além disso, existem alguns medicamentos que podem ser prescritos pelo veterinário, que tornam as fezes amargas, tornando-se, assim, nada interessante comê-las...

© nutrina 2019 todos os direitos reservados